O FIM ESTÁ PRÓXIMO

Padrão

Devemos ter medo do fim?

“[…] Não temas, eu sou o primeiro e o último […] estou vivo pelos séculos dos séculos e tenho as chaves da morte e do inferno”. Apocalipse 1.17,18.

     Conta-se um relato de uma grande turbulência aérea. Os passageiros ficaram tomados por um grande temor, houve pânico e desolação por toda parte, menos para um garotinho sentado nas primeiras poltronas do avião. Um senhor incomodado pela serenidade do garoto naquele momento tão tenso lhe fez uma pergunta: “Você não está com medo, garoto?” Ao que o garoto respondeu: “Eu não. Meu pai que está pilotando este avião”.

     Devemos ter medo do fim? O medo toma nossos corações quando não conhecemos o piloto das nossas vidas. O Senhor da história, o primeiro e o último, o que tem controle sobre a morte e a vida é o piloto. É inclusive o Senhor do inferno, como escrito em Apocalipse 1.18, e o diabo e seus agentes estão subjugados pela vitória do Cordeiro sobre a morte. Jesus é a supremacia, e quando O conhecemos profundamente entendemos que o fim é simplesmente um novo início, e a vitória final já está garantida nEle e atestada na cruz.

     O Apocalipse é uns dos livros mais encorajadores das Escrituras. Nele encontramos conforto e ânimo pela vitória de Jesus contra o mal. Seu propósito é trazer consolo para a igreja que lutava e luta contra as forças do mal. Não precisamos ter medo do fim. Jesus, ao revelar essas visões ao apóstolo João, descortina o final feliz de uma peregrinação desgastante de seus filhos deste solo contaminado pelo pecado. O piloto supremo está governando até mesmo nas mais temíveis turbulências.

Descanse no Príncipe da paz.

                                                                         Matheus Araujo

“O FIM ESTÁ PRÓXIMO”

Padrão

Estamos vivendo um tempo de sinais?

“Então, aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; todos os povos da terra se lamentarão e verão o Filho do homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e muita glória”. Mt. 24,30

     Mesmo que as visões escatológicas sejam diferentes, elas precisam ser harmonizar em algo fundamental: a certeza de que Jesus voltará! Jesus, o Filho de Deus voltará e todo discípulo dele vive essa expectativa ardente no coração, clamando sempre: Maranta, ora vem, Senhor Jesus! Muitas gerações de discípulos já viveram antes de nós com a mesma expectativa e viveram intensamente o seguimento de Jesus não renunciando à proclamação do Evangelho.

     É bem provável que muitos eventos que estão acontecendo à nossa volta sejam sinais da vinda de Jesus, porém, mais importante do que a sensibilidade de perceber os sinais deve ser a entrega total da nossa vida à Deus em consagração e piedade. Em outras palavras, pouco adiante conhecer os sinais se não há convicções profundas a respeito da salvação e da eternidade. Creio que o maior sinal é o surgimento de um novo dia, pois, cada dia que nasce se aproxima mais do grande momento.

     Continue vivendo e seguindo a Jesus, de todo o seu coração, mantenha a expectativa da volta de Cristo acesa em sua alma e proclame a todos que o amor de Deus pode salvar do pecado, o pecador!

     Maranata, ora vem Senhor Jesus!

Pastor Arthur Júnior

VOCÊ EM CRISTO É A LUZ PARA AS NAÇÕES

Padrão

“Vós sois a luz do mundo(…)” Mt. 5.14ª

     Claro que, quando falamos sobre luz do mundo já logo identificamos essa tarefa como parte da vida de um missionário e consequentemente lembramos de missionários como Jim Elliot, Emy Carmichael e vários outros. Quando falamos ser luz, lembramos da passagem do texto em destaque, mas, nunca lembramos de nós. Já reparou nisso?

     O título de hoje diz “você em Cristo é a luz para as nações”, e é exatamente isso que gostaria de lembrar você. Deus tem um grande plano para sua vida, e assim que você se torna parte do corpo de Cristo, a sua missão é ser luz para as nações. Sorocaba é a nossa nação, este é o lugar que Deus nos colocou. Se você está lendo isso e está em outro lugar, aí onde você está é a “sua nação”. O desejo de Deus é expandir o Reino dEle das mais diferentes e criativas formas e Ele quer usar a sua vida.

     Só podemos ser luz quando possuímos a luz dentro de nós, e isso só acontece quando abrimos o nosso coração e permitimos o amor eterno e verdadeiro de Cristo através do Seu sacrifício entrar e fazer morada em nossos corações.

     Pare um pouco, e reflita sobre como Deus tem te chamado para ser luz para as nações através do seu trabalho, da sua família, dos seus amigos, da sua faculdade, até mesmo dentro da igreja. Meu desejo é que a cada dia, aonde quer que você esteja, você possa refletir a luz verdadeira que é JESUS CRISTO.

Guilherme Calado  

DEUS É A NOSSA ESPERANÇA

Padrão

“Abraão, esperando contra a esperança, creu, para vir a ser pai de muitas nações, segundo lhe fora dito: Assim será a tua descendência”.
Romanos 4:18.

     Ninguém consegue sobreviver sem esperança. Especialistas afirmam que uma pessoa pode viver quarenta dias sem alimento, três dias sem água, oito minutos sem ar, mas nem um minuto sem esperança. Por isso o ditado popular: “a esperança é a última que morre”.

     A esperança de Abraão não estava fundamentada naquilo que os seus olhos podiam contemplar ou que o seu corpo podia sentir. Mas na certeza de que Deus é sempre bondoso e poderoso para cumprir as suas promessas. E as promessas de Deus não podem falhar. Ele é fiel a si mesmo para cumprir sua Palavra. Devemos tirar os olhos das circunstâncias e colocá-los em Deus. Ele é a nossa esperança.

     É por esta razão que podemos crer que a verdadeira esperança é fundamentada na certeza da intervenção divina na vida dos seus filhos. Abraão e Sara fraquejaram por um tempo na espera do filho da promessa. O resultado dessa pressa foi o nascimento de Ismael e muito sofrimento para eles. Até compreenderem que não dependia deles, mas do agir gracioso do Senhor Deus em seu favor. Então, após esgotar todas as possibilidades que eles tinham, Deus agiu com graça e cumpriu a sua promessa a Abraão. Deus faz assim para que coloquemos nele toda a nossa confiança, para que tenhamos nele toda a nossa alegria e para que dediquemos a ele toda a glória devida ao seu nome.

     Onde está ancorada a sua esperança? Todos nós precisamos ter o coração nutrido pela esperança para continuarmos caminhando com alegria, com ânimo e confiança de que dias melhores virão para os que esperam nas promessas de Deus. Quem espera em Deus sempre alcança consolo e conforto para o coração.  Aprenda a esperar em Deus mesmo que a realidade mostre que não existe mais esperança.

Pastor Leandro Santos

A DÁDIVA DA ALEGRIA

Padrão

“Estou dizendo essas coisas com um propósito: que minha alegria seja a alegria de vocês, e que a alegria de vocês amadureça”. (João 15:11 – Bíblia A Mensagem).

     Jesus deseja compartilhar sua alegria conosco. Jesus nos deu a sua vida. Ele nos salvou e também nos ensina a viver uma nova vida. Deus introduz em nossas vidas um novo tipo de alegria. Quero ressaltar três deleites:

1-Um deleite em saber que o Rei da criação está fazendo algo eterno em mim: Deus olha para mim e para você pessoalmente. Deus em sua glória, graça e amor fixam os seus santos olhos no indivíduo. Deus está fazendo uma obra de salvação, libertação e perdão em você. Deus deixa as noventa e nove ovelhas e dedica-se a encontrar aquela que se perdeu.

2- Um deleite em saber que o Rei da criação está fazendo algo eterno através de mim: Deus está realizando uma graciosa e poderosa história de redenção na vida de seus filhos e filhas. E ele faz a partir e através da minha e da sua vida. Deus convida seus filhos e filhas para participarem de Seu projeto em amar e salvar o mundo. Os anjos queriam ser estes arautos, estes mensageiros das Boas Novas, mas Deus em sua graça e sabedoria nos escolheu.

3- Um deleite em saber que somos amigos de Deus: Que privilégio sermos amigos do Senhor dos senhores, do Rei dos reis, do amado, maravilhoso e doce Jesus. Jesus nos chama de amigos. O amigo é aquele que participa da nossa história, que sempre está ao nosso lado, dentro do nosso coração. Que alegria ser amigo de Jesus!

Abra seu coração e receba a dádiva da alegria. John Stott escreveu: “A única função da fé é receber o que a graça oferece”.

Pr. Rômulo