MESMO QUE NOS FALTE TUDO, DEUS É O MOTIVO DA NOSSA ALEGRIA.

Padrão

“Mesmo não florescendo a figueira, não havendo uvas nas videiras; mesmo falhando a safra de azeitonas, não havendo produção de alimento nas lavouras, nem ovelhas no curral, nem bois nos estábulos, ainda assim eu exultarei no Senhor e me alegrarei no Deus da minha salvação. O Senhor Soberano é a minha força; ele faz os meus pés como os do cervo; ele me habilita a andar em lugares altos.” (Habacuque 3:17-19)

      Todos os dias, nos deparamos com notícias de tragédias e dificuldades. Além disso, particularmente, podemos enfrentar, em determinado momento de nossas vidas, tempos de crise. Seja uma crise relacionada à família, à vida profissional, a uma enfermidade ou mesmo à perda de um ente querido, o fato é que todos nós estamos sujeitos a enfrentar os dias maus. Dessa maneira, podemos nos perguntar: como enfrentar e vencer esses tempos de crise?

     A oração e a confiança em Deus não permitem que nos entreguemos ao desespero, mas nos concedem esperança no cuidado do Senhor.

Diante da terrível crise enfrentada por Judá, Habacuque não se desespera, não se revolta, não se distancia de Deus e nem se queixa dele. O profeta se aproxima do Senhor, reconhece Seu governo e soberania. Ele ainda declara a sua total dependência, consciente de que Deus, e ninguém mais, poderia intervir e sustentá-lo em meio à crise. Habacuque estava convencido de que, para enfrentar e vencer a crise, era necessário reconhecer Deus como fonte de alegria, o motivo da celebração, a esperança da salvação e a certeza de segurança. Da mesma maneira, para vencermos a crise, é necessário depender de Deus mais do que nunca, pois “se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela.” (Sl 127:1). Devemos reconhecer, portanto, que sem Cristo, nada podemos fazer, pois ele é quem nos fortalece para que possamos superar e vencer as dificuldades e as crises. Portanto, que ao enfrentarmos as crises, possamos depender do Senhor e confiar que ele continuará cuidando de nós mesmo em momentos tão difíceis!

Pr. Leandro Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *