Artigos - IPCALVARIO

Ir para o conteúdo
< class="imPgTitle" style="display: block;" itemprop="headline">NOVAS EXPERIÊNCIAS DE ORAÇÃO EM 2016
IPCALVARIO
Publicado por em Boletim ·
Novas Experiências de Oração em 2016
“E tudo quanto pedirdes em meu nome, isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho.” João 14.13

Orar funciona! Orar é uma bênção! Orar é um meio de graça maravilhoso que o Senhor Jesus nos ensinou. Na solitude do nosso quarto, na comunhão em família e na Igreja toda reunida, orar é sempre uma experiência de renovação da nossa alma.
Nessa semana, que se inicia hoje, nosso tema e a nossa dinâmica como Igreja, será o da Oração. Aproveito para lhe perguntar com amor: Quais têm sido as suas experiências com Deus em oração? Há muitos que estão desanimados com a oração, pois acham que não foram devidamente respondidos por Deus, quando mais precisaram e por isso, não oram mais… Há outros que não oram porque afirmam não terem tempo de parar, e buscar ao Senhor durante o dia. Eles acreditam em Deus, acreditam que a oração é um meio de graça, mas não conseguem orar! Mas também há muitos que foram saciados por Deus, na oração! Encontraram respostas para a sua vida e ministério. Foram fortalecidos no Dia Mau!
Aprenderam que o mais importante na oração não é o resultado dela, mas a pessoa a quem oramos, com quem falamos: O nosso amado Senhor e Salvador Jesus Cristo. De fato, Orar é educar, treinar a nossa alma a depender e confiar em Deus!
O texto de João 14.13 é maravilhoso para nos ensinar a respeito da oração, mas quando mal compreendido, pode ser uma cilada espiritual. A expressão “tudo quanto pedirdes”, salta aos nossos olhos, quando lemos! Posso pedir o que eu quiser ao Senhor, e Ele assim fará? Certamente há um critério para que nossas orações sejam sempre atendidas. O texto está dizendo que devemos pedir em nome de Jesus, e para a glória do Pai. Pedir em nome de Jesus, é pedir aquilo que o próprio Senhor Jesus pediria ao Pai. É estar tão identificado com o coração de Jesus, com o caráter de Jesus, com a pessoa de Jesus, que nossas palavras são ecos das Suas palavras em nossos corações. Além disso, nossa oração deve ter uma preocupação profunda com a Glória do Pai. Não pedimos para simplesmente sermos satisfeitos, mas para ver o nome de Deus sendo glorificado. O Centro das nossas orações não somos nós mesmos, mas o Senhor nosso Pai. O mundo e a história gira, não em torno de nós mesmos e das nossas necessidades, mas em torno da glória do Pai.
Diante disso, o que podemos ou devemos pedir a Deus nesse ano de 2016? Muitas são as “previsões” para esse ano de 2016 no Brasil e no mundo. E para o nosso país, especialmente na área política e econômica, essas previsões são desanimadoras! Porém, o Senhor, e só o Senhor, sabe exatamente o que acontecerá em 2016. O Senhor, e só o Senhor, pode consolar o nosso coração, realinhar o nosso foco, fortalecer os nossos braços para produzirmos frutos que glorifiquem ao Senhor nesse ano!! Não podemos mudar o Brasil, não podemos mudar Sorocaba, não podemos mudar o nosso cônjuge ou filhos, nossos irmãos na Fé, mas o Senhor pode mudar o nosso coração, a nossa mente em Cristo Jesus para sermos úteis em Suas mãos, como agentes transformadores da realidade brasileira, sorocabana, em nossa família e igreja.
Portanto, que em 2016, nossos olhos estejam fechados em oração, para que permaneçam abertos para enxergar claramente a direção que o Senhor há de nos dar, pela palavra, pelo discernimento, pela comunhão uns com os outros, mas principalmente pela oração.
Que em 2016, tenhamos novas e ricas experiências de Oração para a honra e glória de Deus Pai!!
Pastor Marcus Vinícius


Voltar para o conteúdo